sábado, 19 de maio de 2018

Anulação do karma

Seria o perdão uma impossível anulação da lei do karma? Não há nenhuma maneira de escapar de uma consequência kármica que conduz a outras consequências, criando uma série delas interminável e sem esperança? Acredito que uma resposta para a primeira pergunta tenha sido dada por Jesus, e para a segunda por Ésquilo. Mateus 12:31: "Portanto, vos digo: todo pecado e blasfémia serão perdoados aos homens", declarou Jesus. Quanto ao difícil problema apresentado pela segunda pergunta, considere a solução sugerida por Esquilo: "Somente no pensamento de Zeus, não importa quem Zeus possa ser." O karma precisa agir automaticamente, mas o Poder por trás do karma tudo sabe, controla todas as coisas, controla até o próprio karma; sabe e compreende quando o perdão deve ser concedido. Nenhuma mente humana é capaz de compreender esse Poder; por conseguinte, Esquilo acrescenta a frase: "Não importa quem Zeus possa ser." O perdão não destrói a lei do karma; ele a complementa. "Todos nós, mortais, necessitamos de perdão. Não vivemos como desejaríamos, mas sim como podemos", escreveu Menander quase quatrocentos anos antes da época de Jesus.


Paul Brunton
O Que É O Karma?



sexta-feira, 18 de maio de 2018

O Eterno...

Uma única luz se reflete em um milhão de fotos, cada uma diferente das demais. Uma única Mente-do-Mundo reflete-se em um milhão de pessoas, cada uma diferente de todas as outras. E assim como os objetos no universo passam a existir pelo poder do karma, o mesmo acontece com as pessoas. A nova criatura emerge na existência universal da mesma maneira que uma nova coisa, ou seja, trazendo para o presente toda a antiga bagagem kármica que, por sua vez, é o resultado de uma existência ainda anterior. O indivíduo e o mundo surgem juntos no mesmo momento vindos de um passado que os acompanha. Seus karmas estão associados aos da existência universal e não aparecem de forma separada ou subsequente. Ambos entram em atividade sincronicamente. Quando a energia da Mente-do-Mundo se manifesta, ela adquire um caráter duplo e tanto o universo quanto as pessoas nascem ao mesmo tempo. O universo não se manifesta antes, nem os indivíduos, mas ambos conjuntamente. Colocando as coisas de outra maneira, quando as ondulações do karma se propagam pela Mente-do-Mundo, elas se deslocam ao mesmo tempo pelo universo e pelo indivíduo e atuam da mesma maneira.


Paul Brunton
O Que É O Karma?


quinta-feira, 17 de maio de 2018

Manifestação do Universo

É por meio de processos kármicos que agem mutuamente que esse universo pôde manifestar-se. A Mente-do-Mundo não produz imagens gerais do mundo por um decreto arbitrário, e sim pela continuidade natural dessas imagens como resultado de todas as que existiram anteriormente. Elas são a continuação de todas as imagens do mundo de que se tem lembrança que apareceram anteriormente, porém modificadas e desenvolvidas por meio de sua própria mútua interação e evolução, e não pelo decreto caprichoso de um Deus humanizado. A Mente-do-Mundo cria o universo pensando nele de forma construtiva, mas não arbitrária. Os pensamentos surgem espontaneamente regidos por uma estreita lei kármica e evolutiva. Deve-se enfatizar que de acordo com essa perspectiva o universo constitui um sistema autopropulsor, embora seja preciso igualmente compreender que o sistema em si depende da Mente-do-Mundo para a continuidade de sua existência e ininterrupta atividade. Todas as forças kármicas e formas-pensamento levam avante suas mútuas atividades, entrelaçam-se, interagem e evoluem espontaneamente na presença da luz do Sol. Mas é a essa presença que elas devem seu sustento e sua existência.


Paul Brunton
O Que É O Karma?


quarta-feira, 16 de maio de 2018

Quando o ensinamento de que você inevitavelmente receberá o resultado de suas ações for aceito por satisfazer a necessidade racional de entendimento e a necessidade emocional de justiça; quando essa ideia calar mais profundamente no coração e proporcionar uma clareza intelectual; quando a veracidade desse ensinamento for reconhecida e sua justiça trouxer alento; quando ela começar a se tornar dinâmica na sua visão de mundo, ela inevitavelmente passará a influenciar sua vida exterior, e não mais deixará de fazê-lo. Quando isso aparentemente não acontece, é sempre porque a aceitação é apenas superficial e verbal, ou porque o egoísmo inato e a paixão sem controle dominam o subconsciente. No primeiro caso, a doutrina é conhecida apenas por meio de uma tradição decadente ou pela repetição de chavões, o que com frequência ocorre no Oriente. Pela sua aceitação convencional, ela jamais se transformou em uma convicção profunda e, consequentemente, perdeu muito de sua força ético-disciplinar. No segundo caso, os complexos estão em ação sem que a pessoa perceba, impedindo-a de dar o devido valor à doutrina. Diante disso, é evidente que, em última análise, tenhamos a tendência a fazer o que pensamos e sentimos.


Paul Brunton
O Que é o Karma?


terça-feira, 15 de maio de 2018

O Que é o Karma?







Erga os olhos do chão para o sol de uma esperança justificada. Sabemos pela autoridade de Jesus que há misericórdia ou perdão para os piores pecadores se eles se propuserem a obtê-lo do modo correto. E, como você não está de forma alguma perto dessa categoria, com certeza há esperança e ajuda para você também.


Paul Brunton
O Que é o Karma?


segunda-feira, 14 de maio de 2018

O Poder da Graça




Depois de fazermos tudo o que podíamos com os próprios esforços e conscientes de que até então caminhamos pelo poder da autodependência, damo-nos conta agora de que nada mais podemos fazer além de nos prostrar humildemente diante da Graça. Temos de esperar com paciência que ela venha completar, com seu poder que transcende o nosso, o que foi começado.


Paul Brunton
A Graça Divina