sábado, 19 de maio de 2018

Anulação do karma

Seria o perdão uma impossível anulação da lei do karma? Não há nenhuma maneira de escapar de uma consequência kármica que conduz a outras consequências, criando uma série delas interminável e sem esperança? Acredito que uma resposta para a primeira pergunta tenha sido dada por Jesus, e para a segunda por Ésquilo. Mateus 12:31: "Portanto, vos digo: todo pecado e blasfémia serão perdoados aos homens", declarou Jesus. Quanto ao difícil problema apresentado pela segunda pergunta, considere a solução sugerida por Esquilo: "Somente no pensamento de Zeus, não importa quem Zeus possa ser." O karma precisa agir automaticamente, mas o Poder por trás do karma tudo sabe, controla todas as coisas, controla até o próprio karma; sabe e compreende quando o perdão deve ser concedido. Nenhuma mente humana é capaz de compreender esse Poder; por conseguinte, Esquilo acrescenta a frase: "Não importa quem Zeus possa ser." O perdão não destrói a lei do karma; ele a complementa. "Todos nós, mortais, necessitamos de perdão. Não vivemos como desejaríamos, mas sim como podemos", escreveu Menander quase quatrocentos anos antes da época de Jesus.


Paul Brunton
O Que É O Karma?



Nenhum comentário:

Postar um comentário