domingo, 14 de janeiro de 2018

Nossa individualidade superior

Com a retificação desse erro podemos encontrar a resposta correta para a pergunta: “ Qual é o significado prático da injunção colocada por todos os grandes mestres espirituais aos seus seguidores, de desistir do ego, de renunciar a si mesmo? ”

Isso não requer um sentimentalismo tolo, no sentido de que devemos ser como massa de vidraceiro nas mãos de todos os outros homens. 

Isso não requer algo absolutamente impossível, no sentido de que nunca possamos atender aos nossos próprios assuntos, de forma alguma. 

Isso não requer o absurdo inútil, no sentido de estarmos tornando-nos alheios a nossa própria existência. 

Pelo contrário, ele requer o que é sábio, prático e que vale a pena – que abdiquemos de nossa personalidade inferior em troca de nossa individualidade superior.

Paul Brunton
O Caminho Breve

Nenhum comentário:

Postar um comentário