sábado, 20 de maio de 2017

"Por que sentir ressentimento e amargura diante da perda? 

Por que não ser grato pelos bons momentos vividos e por ter a lembrança, que não se apaga, de tais momentos? 

Por que não considerar como sendo suficiente você ter experimentado essa felicidade, ainda que por um breve período, quando pela casualidade da vida ela poderia nem mesmo ter ocorrido? 

Por que não receber humildemente as dádivas do destino, sem tentar possuí-las, agarrando-se a elas com excessiva avidez?




Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

Nenhum comentário:

Postar um comentário