sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Seria o perdão um possível anulamento da lei do carma?

" Seria o perdão um possível anulamento da lei do carma?

Não haverá saída para uma consequência cármica que cria outras numa serie infindável e sem esperança? Acredito que Jesus tenha dado uma resposta para a primeira pergunta, e Esquilo para a segunda. Mateus, 12:31: "Então eu Ihes digo, todo pecado e blasfêmia serão perdoados ao homem", foi a clara declaração de Jesus. Quanto ao difícil problema proposto pela segunda pergunta, reflitam sobre a solução sugerida por Esquilo: "Somente no pensa-mento de Zeus, o que quer que Zeus seja.

O carma deve operar automaticamente, mas o Poder por detrás do carma sabe todas as coisas, controla todas as coisas, controla ate o próprio carma, sabe e compreende quando o perdão é benéfico.

Nenhuma mente humana pode penetrar esse Poder; portanto Esquilo acrescenta a sentença descritiva: "O que quer que Zeus seja". O perdão não destrói a lei do carma; complementa o trabalho dessa lei. 

"Todos nos mortais precisamos de perdão. Não vivemos como deveríamos, mas como podemos", escreveu Menander quase quatrocentos anos antes de Jesus. "


Paul Brunton
A Graça Divina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário