sexta-feira, 12 de agosto de 2016


"Nós podemos nos conservar mais calmos e equilibrados entre os terrores da nossa época se nos ativermos a verdade do mentalismo, se encararmos tais erros como experiencias cujo conteúdo e em última instância tão mental como o dos sonhos. E assim como os homens durante os pesadelos sofrem por se sentirem presos a realidade da experiência, coisa que não aconteceria se lhes fosse dado saber que estavam apenas sonhando, assim também nos modificamos os nossos sofrimentos físicos mantendo-nos despertos para o fato de que eles não são senão ideias que sobrevêm e são sentidas, mas que, assim como vem, vão-se embora. O filosofo, mais que qualquer outra pessoa, e capaz de mostrar o caminho aos outros numa época de perplexidade em que o mundo se encontre numa encruzilhada. "

Paul Brunton

Nenhum comentário:

Postar um comentário