terça-feira, 26 de julho de 2016

São Paulo, em Cristo

São Paulo, seguindo o mestre que ele nunca chegou a ver, mas que conheceu muito bem em espírito, colocou a compaixão acima de todas as virtudes. Será que os poucos que tentam ser verdadeiros cristãos estão simplesmente perdendo seu tempo, pelo menos nesse ponto? É o que dizem os yogues que acreditam que devemos abolir todo o esforço de servir e nos concentrar apenas na auto-realização. No entanto, nem Jesus, nem Paulo eram meros sentimentalistas. Conheciam o poder da compaixão na dissolução do ego. Por conseguinte, ela fazia parte do seu código moral. Também conheciam outra razão pela qual deviam praticar a conduta altruísta e adotar atitudes nobres. Se seguirmos seus passos, podemos antecipar o fim da ação de um mau karma ou até mesmo impedir uma punição que, de outro modo, seria inevitável.

Paul Brunton
O Que É O Karma?

Nenhum comentário:

Postar um comentário