sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Técnica de relaxamento autocuradora

Reserve pelo menos de vinte a trinta minutos para esta prática todos os dias, mas você deveria
continuar por um período muito mais longo se o desejo ou a capacidade para isso surgir.

Escolha uma hora do dia em que você possa estar sozinho, livre de perturbações e quando estiver livre de reações emocionais a qualquer assunto pessoal que não seja essa necessidade de ser curado. Seria inútil tratar essas instruções de forma meramente superficial e externa, pois então elas poderiam ser seguidas e terminar em cerca de sessenta segundos.

Há dois pré-requisitos que devem ser satisfeitos para que essas instruções sejam eficientes. Primeiro, o todo da mente o do sentimento da pessoa deveria ser concentrado em cada uma de suas partes separadas como exposto em cada sentença. Segundo, é essencial que você não deixe nenhuma parte e passe para a seguinte sem que esteja completamente imerso nela e entregue a ela. Não deve haver precipitação alguma.

(1) Postura: Assuma uma postura passiva, deite-se de costas num divã, completamente solto, sem tensão no corpo, inteiramente confortável, quieto, e relaxe todos os músculos da cabeça aos pés. Estar meramente deitado não é o bastante; afrouxe também os músculos em seus lábios, olhos e mãos. Feche os olhos.

(2) Respiração: Concentre-se no ritmo da respiração por alguns minutos. Dê-lhe toda sua atenção durante esse período até que você esteja tão imerso a ponto de se unificar com ela. Enquanto se concentra, faça a inspiração e a expiração durarem o mesmo tempo. Elas deveriam ser longas profundas lentas e suaves, sem solavancos e sem tensão. Esse desacelerar da respiração deveria resultar num diminuir da tensão.

(3) Fazendo contato no nível físico: Comece a pensar sobre e a habitar no Poder Vital Único e Infinito, preenchendo todo o espaço e permeando o universo inteiro, existindo em todos os lugares, contendo e permeando todas as criaturas, toda a humanidade, incluindo você mesmo. Aceite e enfatize sua existência. Em seguida, peça sua ajuda e então se concentre na ideia de seu poder recuperador, que desenvolve e sustenta todas as células do corpo desde o nascimento, cura suas chagas e junta seus ossos fraturados, para seu próprio caso.

(4) Tratando o corpo: Imagine que esse Poder está fluindo para você como uma Luz Branca. Atraia mentalmente essa corrente para seu corpo, através da testa, das palmas e do plexo solar. Finalmente, traga-a à parte doente do corpo precisando de cura e a concentre lá. Coloque uma mão levemente sobre esta parte e banhe tanto as mãos quanto a parte afetada com a Luz Branca, tentando sentir isso intensamente, por cerca de dois minutos. Esqueça o resto do corpo, e mantenha atenção total e intensa ali. Então, com os olhos da mente, esqueça a parte doente. Relaxe novamente, deixando a Luz imersa no corpo e se distribuindo por ele todo.

(5) Atingindo a alma: Pense no corpo todo como sendo uma manifestação da Inteligência Criativa e como uma projeção do eu superior. Em seguida considere-o como um pensamento perfeito na Mente-do-Mundo. Finalmente, esqueça-o por completo. Eleve a consciência para além do plano do mundo físico. Faça o pensamento imergir no conceito do eu superior apenas, esquecendo seu eu pessoal projetado. Em seguida, esvazie a mente o máximo possível de todos os pensamentos e busque a sagrada quietude interior.


Paul Brunton
A Cura nos Notebooks de Paul Brunton
Trechos sobre Cura

Livreto criado pela Shasti Association



Nenhum comentário:

Postar um comentário