sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Pensamento correto e as boas ações transformam o karma

"Mesmo que na verdade não possamos, por vontade própria, afastar o mau karma, é igualmente verdade que podemos equilibrá-lo com um bom karma e assim compensar os resultados. 

Buda, que foi um dos maiores expoentes da doutrina do karma, salientou que o pensamento correto e as boas ações poderiam transformar as punições kármicas em bênçãos.

A concentração persistente em uma ideia exercerá, por assim dizer, uma pressão de dentro para fora, e poderá lentamente alterar seu destino kármico material. O karma é ao mesmo tempo pensamento e conduta, desejo e ação. 

Um é a semente que dá origem ao outro e não podem ser separados. É esse registro silencioso e secreto na Mente-do-Mundo que torna possível a ação do karma, assim como o som codificado em um disco possibilita a reprodução desse som."


Paul Brunton
(O Que É O Karma?) 





Buscar o Reino de Deus

"Se cada manhã o Reino de Deus é a primeira coisa que buscamos e por sua causa sacrificamos um pouco do tempo, nosso trabalho não sofrerá nem nossos problemas serão negligenciados. A corrente contínua de força e de sabedoria espiritual que criamos deste modo fluirá através de todas as atividades e pensamentos do dia. 

Qualquer coisa que fizermos então a faremos corretamente; qualquer decisão que tomarmos será uma decisão justa, porque será o resultado de pensamentos mais calmos e profundos. Aqueles que julgam uma tolice cuidar da atitude espiritual antes de atender às atividades mundanas, põem em primeiro lugar as coisas que devem estar em segundo.
Para esses, como diz a escritura hindu: "Não há paz nem neste mundo nem no próxima."

Quer dediquemos cinco minutos ou cinco horas a esta prática inspiradora da vida, nunca falha em produzir resultados notáveis de longo alcance. Não vale aplicar diariamente de quinze a trinta minutos para conseguir o equilíbrio mental e a consciência do domínio interior?"


Paul Brunton
(O Caminho Secreto)