segunda-feira, 22 de maio de 2017

"Quando somos colocados face a face com as consequências de nossos erros, gostaríamos de evitar o sofrimento ou, pelo menos, diminuí-lo. 

É impossível afirmar com precisão até que ponto isso pode ser feito, pois depende em parte da Graça, porém depende também em parte de nós mesmos. 

Podemos contribuir para modificar, e algumas vezes até mesmo eliminar as consequências negativas, se tivermos a determinação de tomar atitudes opostas. 

Primeiro, temos que absorver profundamente as lições ensinadas por nossos erros. Não devemos culpar nenhuma outra pessoa ou coisa a não ser nós mesmos, nossas próprias fraquezas morais e nossas enfermidades mentais, não dando nenhuma oportunidade de nos auto-iludirmos. Devemos sentir toda a dor do remorso e cultivar pensamentos constantes de arrependimento. Em segundo lugar, devemos perdoar as faltas que outras pessoas tenham cometido contra nós, para que possamos ser perdoados. Isso significa que não devemos ter nenhum sentimento negativo em relação a nada nem a ninguém, quaisquer que eles sejam. Terceiro, devemos refletir constantemente sobre o que conduz à direção oposta a de nossos erros e agir de acordo. Quarto, devemos nos comprometer por um voto sagrado a tentar nunca mais cometer as mesmas faltas. Se realmente cumprirmos essa promessa nós, com frequência, a traremos para a mente e a memória, renovando-a e mantendo-a sempre viva e presente. Tanto a decisão de não repetir o erro quanto o compromisso assumido devem ser tão intensos quanto possível. Quinto, se houver necessidade, e se quisermos fazê-lo, podemos orar para o Eu Superior invocando sua Graça e perdão com relação a essa questão; porém, não devemos nos valer de uma oração como essa de forma leviana. Ela só deveria ser feita por inspiração de um profundo impulso interior e sob a pressão de uma situação externa difícil."


Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem


domingo, 21 de maio de 2017



"Tratar realidades desagradáveis, sem incluí-las na visão de mundo do indivíduo, conforta mas ao
mesmo tempo ilude a pessoa. Nenhum dos grandes profetas como Jesus e Buda negou a existência da doença, a realidade da dor ou o significado do sofrimento no cosmos. Não — eles reconheceram que elas fazem parte da vida humana, mas compadeceram-se dos que sofrem e lhes ofereceram conforto interior, baseado na verdade e na realidade."



Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

sábado, 20 de maio de 2017

"Por que sentir ressentimento e amargura diante da perda? 

Por que não ser grato pelos bons momentos vividos e por ter a lembrança, que não se apaga, de tais momentos? 

Por que não considerar como sendo suficiente você ter experimentado essa felicidade, ainda que por um breve período, quando pela casualidade da vida ela poderia nem mesmo ter ocorrido? 

Por que não receber humildemente as dádivas do destino, sem tentar possuí-las, agarrando-se a elas com excessiva avidez?




Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

sexta-feira, 19 de maio de 2017




"É preciso ter fé, e alguns de nós até mesmo a certeza de que, se tivesse sido possível imaginar um universo melhor, a infinita sabedoria da Mente-do-Mundo assim teria feito. Não podemos acreditar em Deus sem aceitar também o universo de Deus."




Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

quinta-feira, 18 de maio de 2017


"Uma doença prolongada é uma grande prova. O fato de uma pessoa ser forçada a suportar uma vida de infindável sofrimento certamente a levará a perceber que a vida humana proporciona pouca ou nenhuma real satisfação ou felicidade, e que é necessário buscá-la em algo superior, na verdadeira Vida Espiritual ou em Deus. Em algum lugar, em algum momento, essa necessidade encontrará uma resposta."




Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Torne o seu fardo mais leve

"Há certos momentos nos quais uma intensa tristeza ou uma profunda desolação invadem o coração.

E então que os desejos perdem temporariamente a força, as posses perdem o seu valor, e até a própria existência perde a sua realidade. Você parece estar do lado de fora de um mundo frenético, cujas figuras se movem rapidamente de um lado para outro como personagens irreais numa tela de cinema. 

O pior de tudo, talvez, seja o fato de a atividade humana parecer sem sentido, a vida tornar-se uma tragicomédia inútil, um caminhar sem saber para onde, um insano soar de instrumentos sem que nenhuma música seja criada, uma inutilidade sem fim. E aí, então, que a ideia de suicídio poderá surgir em sua mente e você precisará de todo o seu equilíbrio para não pôr fim à própria vida. 

Todavia, esses momentos sombrios são imensamente preciosos, pois podem colocar seus pés firmemente no caminho superior. Poucos percebem isso; a maioria se lamenta. A autodestruição para a qual você é compelido por essa terrível experiência não é o próprio ato físico em si, mas algo sutil — um suicídio do pensamento, da emoção e da vontade. 

Na verdade você está sendo chamado a morrer para o ego, a retirar de sua vida desejos e paixões, ódios e ambições e a aprender a arte de viver em total independência das coisas externas e em total dependência do Eu Superior. E era a isso que Jesus se referia quando disse: "Aquele que perder sua vida a encontrará". Assim, as dores da vida na Terra não são mais do que meios transitórios para se chegar à eternidade, um processo pelo qual temos de aprender como ampliar a consciência para ir do eu pessoal ao Eu Superior."


Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem





terça-feira, 16 de maio de 2017

"Diante de situações de extrema agitação, lembre-se de permanecer calmo. Quando em presença do feio, pense no belo. Quando outros manifestarem sua animalidade e brutalidade, demonstre refinamento e bondade. E, o que é mais importante, quando tudo a seu redor parecer negro e sem esperança, lembre-se de que nada pode extinguir a luz do Eu Superior e de que ela irá brilhar novamente, tão certo como a primavera sucede ao inverno."


Paul Brunton

Meditações para Pessoas Que Decidem


"A Mente-do-Mundo (Deus) não pode ser separada de qualquer ponto do universo. Está presente em cada lugar, em cada criatura, agora, neste exato momento. Ninguém deve pensar que está excluído, separado ou distante da divina fonte de seu próprio ser. Isso é tão verdadeiro nas horas de tristeza como nas de alegria."




Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

segunda-feira, 15 de maio de 2017




"Você pode ser suavemente tocado por essa beleza da natureza que o faz parar e olhar atento, que o faz permanecer quieto por algum tempo, admirando o cenário, até que, de tão absorvido, se perca nele. O ego e seus interesses desaparecem. Sem se dar conta, você se aproxima da maravilhosa paz do Eu Superior."





Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

domingo, 14 de maio de 2017








"Quando estiver triste, dirija-se a uma floresta silenciosa a fim de receber conforto sem palavras."



Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

sábado, 13 de maio de 2017





"Quando você estiver em grande dificuldade, para a qual nenhuma voz humana pode trazer consolo, volte-se, então, para a natureza. Nos silenciosos bosques, nas margens dos rios, no panorama que se avista do alto das montanhas, você pode encontrar pelo menos um pouco daquilo que não pode ser encontrado em nenhum outro lugar."






Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

sexta-feira, 12 de maio de 2017



"O homem sensível, quando angustiado, procura com frequência, se as circunstâncias permitirem, voltar-se para a natureza, dirigindo-se a um bosque, a uma floresta, a um parque ou até mesmo a um pequeno jardim, seja para mudar de ambiente, seja para refletir sobre sua situação. Por quê? Esse é um ato instintivo. Ele necessita de ajuda, de esperança, conforto, orientação e paz. O impulso é verdadeiro, é uma resposta a uma orientação de seu Eu Superior."




Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

quinta-feira, 11 de maio de 2017





"Sentar-se na grama no topo de um rochedo, olhando para a vastidão do mar, e então deixar que a mente se esvazie de todos os problemas é uma experiência que traz serenidade. A medida que os minutos passam, o equilíbrio é restaurado e a paz se instala."





Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

quarta-feira, 10 de maio de 2017




"Quanto mais me aproximo da natureza, mais me afasto do mal. Aproximo-me dela porque me sinto atraído por sua beleza e curado por sua paz. Além disso, sinto que a virtude, em seguida, aflora."






Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

terça-feira, 9 de maio de 2017


"A forte impressão emocional da beleza que uma cena da natureza pode evocar — se você se ativer a ela, sem passar rapidamente para outros pensamentos — fará com que o ego, com seus limites e interesses extremamente restritos, desapareça de sua consciência. Você o esquece e, nesse esquecimento, é temporariamente liberado dele."





Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

segunda-feira, 8 de maio de 2017




"Nos bosques silenciosos ou nos verdes vales, ouvindo os riachos que murmuram ao descer a montanha, a contemplação da natureza pode evoluir para uma perfeita comunhão."






Paul Brunton
Meditações para Pessoas Que Decidem

domingo, 7 de maio de 2017

Uma Frase de Paul Brunton diariamente!

Receba no seu e-mail, diariamente!


Quem quiser receber no seu e-mail todos os dias, frases de Paul Brunton em português, envie pedido para o e-mail soradasan@gmail.com    com o título da mensagem: Inscrever. Um dia após a inscrição, você receberá as mensagens diárias. Você pode inscrever diversos e-mails!

As frases não são alteradas e nem usadas comercialmente. Os direitos autorais dos materiais é da PBPF.

Todos os e-mails serão enviados como remetente oculto e livre de spams, e não serão usados para outros fins.

Dúvidas, problemas ou sugestões, não hesite em me contatar.

Admin.,
Blog Diário sobre Paul Brunton.

sábado, 6 de maio de 2017



"Oculto em cada homem existe um ser incomensuravelmente superior à pessoa comum que ele é."


"Existe em cada homem, latente ou manifesto, o impulso para melhorar e transformar-se numa pessoa de valor. Finalmente esse impulso torna-se nele, neste corpo ou num corpo futuro, a aspiração a transcender a si mesmo."


"A alma divina habita em todos os homens. Assim, qualquer homem pode encontrá-la se usar as faculdades que possui."

Paul Brunton
A Busca

sexta-feira, 5 de maio de 2017








"A humanidade está tão perto de Deus e, ainda assim, tão longe de Deus!

Cada novo dia é um novo chamado do Eu Superior ao homem."

Paul Brunton
A Busca